“Bruno Latour, Antropoceno e Brasil” – Conversas Temáticas

Hoje, quarta-feira (14/10), 16h – Brasília e 14h – Acre. organizaremos mais uma edição de Rodas da Rosa. As Rodas da Rosa são conversas temáticas que ocorrem via canal zoom e são abertas à participação do público.

Nesta Roda da Rosa, edição n. 9, o tema é “Bruno Latour, Antropoceno e Brasil”.

Com seus dois livros recém-lançados no Brasil em 2020 (Onde aterrar? Diante de Gaia), Bruno Latour toca em questões cruciais para a compreensão de uma ordem que compreende novos arranjos sociais, territoriais e climáticos característicos do atual período geológico, o Antropoceno. Diante da conjuntura mundial em meio à pandemia, o ponto de vista de Latour pode ser considerado “atualizado”? Suas teorias condizem com aspectos ambientais e políticos do Brasil de hoje? Seria possível conjecturar uma saída possível, que suponha a coexistência do vigente sistema capitalista e a preservação do meio ambiente?

Convidados
Fernando Silva e Silva é pesquisador da Associação de Pesquisas e Práticas em Humanidades.
Marcos de Almeida Matos é antropólogo e professor na Universidade Federal do Acre, onde coordena o Laboratório de Antropologias e Florestas (Aflora).
Moema Miranda é antropóloga com mestrado pelo Museu Nacional, PPGAS/UFRJ.

Mediação
Alyne Costa é filósofa, professora da Puc-Rio e pós-doutoranda no Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ. Escreveu o posfácio da edição brasileira de Onde aterrar? (Bazar do Tempo, 2020).

Cada convidado terá aproximadamente 15 minutos para apresentar suas ideias, em seguida será aberto o debate. A conversa será registrada e em breve irá ao ar no site da Revista Rosa.

Revista Rosawww.revistarosa.com

Para participar do evento é necessário enviar um email para o endereço:  revistarosa.info@gmail.com

NOTA DE APOIO DA COORDENAÇÃO DA ÁREA DE LINGUÍSTICA E LITERATURA À NOMEAÇÃO DE EMMANUEL TOURINHO PARA A REITORIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

Tendo conhecimento de que a Universidade Federal do Pará encontra-se sem representante ao Cargo de Reitor desde 22 de setembro deste ano, quando a gestão anterior foi concluída;

Tendo em vista que esta Universidade possui uma importância histórica no desenvolvimento da região Norte, por meio de inúmeras ações que abarcam desde a formação acadêmica, por meio do ensino de graduação e de pós-graduação;  às prestações de serviço, por meio da extensão e o desenvolvimento social, econômico, educacional e tecnológico por meio da pesquisa realizada por seus docentes pesquisadores; 

Considerando que a Universidade Federal do Pará situa-se como a maior universidade da Região Norte do país, abrigando 51 mil estudantes de graduação e de pós-graduação, e  que é inconcebível  e alarmante que esta universidade esteja sem reitor titular para administrar um patrimônio de importância vital para o desenvolvimento da região em que se situa;

Considerando que, na última consulta à comunidade acadêmica para a reitoria desta Universidade, o professor Doutor Emmanuel Tourinho foi escolhido, de modo democrático, por 16.963 votos, sendo, portanto, o representante legítimo  da comunidade acadêmica da Universidade Federal do Pará que o apoia;

Considerando que o pleito eleitoral decorreu de acordo com normas regimentais da universidade e em pleno acordo com a Constituição Brasileira;

Considerando que o processo de nomeação do reitor da UFPA encontra-se na Secretaria de Ensino Superior (SESU) do MEC e que, até o presente momento, o Ministério da Educação não nomeou o professor Emmanuel Tourinho como reitor, tal como o legitimou a comunidade acadêmica da UFPA por meio dos 16.963 votos, os representantes da Área de Linguística e Literatura (Área 41) junto à CAPES vêm se manifestar contrários a todas as ações que atentam contra a autonomia universitária e contra a Constituição Brasileira, e por essa razão, solicitam a imediata nomeação do professor Doutor Emmanuel Tourinho como reitor da Universidade Federal do Pará, de modo a devolver a esta comunidade acadêmica a tranquilidade e serenidade para que professores, alunos, servidores, pesquisadores possam continuar a desempenhar o melhor de si na busca da construção de uma UFPA democrática, plural, diversa, e caracterizada, acima de tudo, por sua excelência acadêmica, como tem mostrado sua história até hoje.

Representantes da Área de Linguística e Literatura junto à Capes

Profa. Dra. Germana Maria Araújo Sales – Coordenadora

Prof. Dr. José Magalhães – Coord. Adjunto PPGs Acadêmicos

Profa. Dra. Mirian Hisae Yaegashi Zappone – Coord. Adjunta PPGs Profissionais

III Congresso Métodos Fronteiriços: corpo(s), espacialidade(s), outra(s) democracia(s)

A Comissão Organizadora convida estudantes, integrantes dos coletivos sociais, professores, pesquisadores e demais interessados a participarem do III Congresso Métodos Fronteiriços: corpo(s), espacialidade(s), outra(s) democracia(s) que ocorrerá na cidade Porto Velho, nos dias 11, 12 e 13 de Novembro de 2020.

Acesse: https://metodosfronteiricos.wixsite.com/deviramazoniaunir