Políticas huni kuĩ de educação na remenda do céu com a terra

Nesta quinta-feira (29) a partir das 15h (AC) e 17h (BSB), o pesquisador do laboratório e Mestre em Antropologia Social (UFPR), Paulo Roberto N. Ferreira vai apresentar “Políticas huni kuĩ de educação na remenda do céu com a terra”. Todos estão convidados!

▶️ Sala de transmissão: https://us02web.zoom.us/j/86545551908?pwd=NG9Ud3krRExpaGowekxpYk9pdWxTZz09

DIÁLOGOS DECOLONIAIS EM ENSINO DE LÍNGUAS E DISCURSOS

Link para inscrição: https://www.even3.com.br/Geadeldialogosdecoloniais2021

Link Youtube: https://youtu.be/e6lgHpjKP5c

Professora do PPGLI discute jornalismo, raça e gênero em podcast do Le Monde Diplomatique Brasil

A professora do Programa de Pós-graduação em Letras: Linguagem e Identidade (PPGLI) e do curso de Jornalismo da Ufac, Francielle Maria Modesto Mendes, participou do podcast Guilhotina (https://diplomatique.org.br/guilhotina-126-fabiana-moraes-e-francielle-mendes/), do Le Monde Diplomatique Brasil. No podcast foram discutidas questões que abordam os debates interseccionais nos meios de comunicação, a participação do jornalismo na normatização da sociedade e seu papel na construção de uma (falsa) universalidade.

Apresentado por Bianca Pyl e Luís Brasilino, o programa debateu o livro “Pesquisa em comunicação: jornalismo, raça e gênero” (https://bit.ly/3iFPtbN), organizado por Francielle Modesto, Aquinei Timóteo e Wagner Costa. O e-book foi lançado em fevereiro pela editora do Núcleo de Estudos das Culturas Amazônicas e Pan-Amazônicas (Nepan).

Além de Francielle Modesto, o podcast contou com a participação da professora Fabiana Moraes, autora de um dos capítulos do livro. A obra “Pesquisa em comunicação: jornalismo, raça e gênero” articula raça e gênero com o cinema, a telenovela, o jornalismo impresso e televisivo, o colunismo social e o funk.

Sobre as autoras

Fabiana é professora do curso de Comunicação Social da Universidade Federal de Pernambuco, jornalista e doutora em Sociologia, com pesquisas acadêmicas e reportagens voltadas para a questão da hierarquização social com foco na invisibilidade de grupos vulneráveis. É vencedora de três prêmios Esso e autora de cinco livros, dentre eles “O nascimento de Joicy”.

Francielle possui graduação em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo e em Letras Inglês, mestrado em Letras: Linguagem e Identidade pela Universidade Federal do Acre, doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo e é professora do curso de graduação em Jornalismo, do Programa de Pós-Graduação em Letras: Linguagem e Identidade e do Programa de Mestrado Profissional em História da Universidade Federal do Acre (UFAC), editora da Revista Tropos: Comunicação, Sociedade e Cultura e líder do grupo de pesquisa Mídias, imaginário e representação: uma cartografia das Amazônias (Mirca).

Edital de Exames de Leitura 2ª Aplicação de 2021

EDITAL CENTRO DE IDIOMAS Nº 02/2021 DE VAGAS PARA EXAMES DE LEITURA EM LÍNGUA INGLESA, LÍNGUA ESPANHOLA E LÍNGUA PORTUGUESA COMO LÍNGUA ADICIONAL

O Programa de Extensão de Ensino de Línguas da Universidade Federal do Acre – Centro de Idiomas da Ufac – torna público o edital de vagas para realização de exames on-line de leitura em Língua Inglesa, em Língua Espanhola e em Língua Portuguesa como língua adicional – para estrangeiros, indígenas e surdos, com 100 (cem) vagas para cada língua, sendo 60 (sessenta) vagas para comunidade interna e 40 (quarenta) vagas para comunidade externa à universidade.

I. DAS INSCRIÇÕES

Art. 1º Poderão inscrever-se para realizar os exames de leitura candidatos que não possuam vínculo com a Universidade Federal do Acre e discentes de cursos pós-graduação Stricto Sensu da Universidade Federal do Acre.

Art. 2º As inscrições ocorrerão por meio do formulário eletrônico https://forms.gle/scE9u1DVvX2JqTGw5das 12h do dia 19 julho de 2021 às 18h do dia 23 de julho de 2021.

Art. 3º Para realizar a inscrição, o formulário requisitará:

  1. Dados pessoais;
  2. Upload do RG (frente e verso) ou passaporte para para candidatos estrangeiros ( (página com foto);
  3. Upload de Atestado de Matrícula (emitido pelo Portal do Aluno) para discentes ou carteira funcional (emitida pela Prodgep/Sintest/Adufac ou Sigepe/SouGov.br) do docente ou técnico-administrativo da Universidade Federal do Acre;
  4. Upload de laudo médico que ateste a especificidade, grau ou nível de assistência necessária para candidatos com deficiência e seu deferimento estará condicionado às possibilidades institucionais de atendimento e à legislação em vigor.

§1º Os candidatos que necessitam de atendimento especial devem informar na ficha de inscrição a sua especificidade para que as devidas providências sejam tomadas.

§2º Para os candidatos surdos, o profissional Tradutor e Intérprete de Língua Brasileira de Sinais/Libras interpretará somente as instruções dadas oralmente para os demais candidatos.

§3º A emissão de atestado de proficiência em língua portuguesa como língua adicional para candidatos estrangeiros somente será emitida após a realização das etapas de prova escrita e de prova oral que serão agendadas em momento posterior.

§4º A não apresentação da devida documentação implicará no indeferimento da inscrição. 

Art. 4º As informações sobre deferimento e indeferimento de inscrição serão enviadas por e-mail informado pelo candidato.

II. DAS VAGAS

Art. 5º Serão ofertadas um total de 300 (trezentas) vagas para a realização dos Exames de Leitura em Línguas, na forma abaixo discriminada:

LÍNGUA INGLESA
COMUNIDADE INTERNACOMUNIDADE EXTERNA
60 VAGAS40 VAGAS
LÍNGUA ESPANHOLA
COMUNIDADE INTERNACOMUNIDADE EXTERNA
60 VAGAS40 VAGAS
LÍNGUA PORTUGUESA COMO LÍNGUA ADICIONAL
COMUNIDADE INTERNACOMUNIDADE EXTERNA
60 VAGAS40 VAGAS

§1º Entende-se por comunidade interna os discentes de graduação e pós-graduação, docentes e técnicos-administrativos que possuam vínculo com a Ufac, seja por meio de matrícula institucional, seja por vínculo empregatício ou profissional.

§2º Entende-se por comunidade externa todos os candidatos sem vínculo institucional oficial (matrícula) com a Universidade Federal do Acre.

Art. 6º O preenchimento das vagas será por ordem de inscrição.

§1º Discentes de pós-graduação da Ufac terão prioridade nas vagas destinadas à comunidade interna.

Art. 7° As vagas estão sujeitas a remanejamento entre as categorias (comunidade interna e externa) em uma mesma língua.

§1º Um cadastro de reserva será constituído, se necessário, para que se possa proceder o remanejamento de vagas.

III. DO EXAME

Art. 8º O exame consiste em uma prova com 10 (dez) questões objetivas de múltipla escolha, no valor de 1,0 (um) ponto cada.

Art. 9º O exame é gratuito e será realizado de forma on-line, no horário de Rio Branco – Acre, das 10h às 12h.

Art. 10 A duração do exame será de 02 (duas) horas e é encerrado automaticamente ao término do tempo estabelecido.

§1º Nos casos de candidatos que necessitem de atendimento especial, a duração da prova será de 3 (três) horas, em conformidade ao previsto no art. 27 do Decreto N. 3.298, de 20 de dezembro de 1999, com início às 9h e término às 12h.

Art. 11 A aplicação ocorrerá por meio de videoconferência por meio do Google Meet e será gravada.

Art. 12 É permitido somente o uso de dicionário impresso durante a realização do exame.

Art. 14 Para a realização do exame, o candidato deverá dispor de sinal de internet, de computador, de webcam e de microfone.

Art. 15 Recomenda-se ingressar na sala virtual com 01 (uma)  hora de antecedência.

§1º O Centro de Idiomas não se responsabilizará por problemas de ordem técnica de equipamentos do candidato, por falta de energia elétrica ou por falta de conectividade com o sinal de internet.

Art. 16 O candidato deve ter o documento de identificação com foto ao alcance da mão, caso seja requerido no momento de realização do exame.

§1º Na impossibilidade de identificação do candidato e respectivo documento com foto acarretará na eliminação do candidato.

Art. 17 Após o ingresso na sala virtual, a identificação e a verificação de condições técnicas para realização do exame de todos os candidatos, o Aplicador autorizará o início do exame.

Art. 18 Não é permitido o uso de celular ou tablet para realização do exame, devido às limitações para acesso simultâneo à videoconferência e ao questionário da prova nesses dispositivos. 

Art. 19 Não é permitida a comunicação entre candidatos durante a realização do exame.

Art. 20 Candidatos que necessitarem de atendimento especial terão acompanhamento técnico por parte do Núcleo de Apoio à Inclusão/NAI da Ufac no que tange, exclusivamente, ao suporte e/ou aos esclarecimentos e instruções gerais para realização do exame.

Art. 21 Serão emitidos e enviados por e-mail atestados de rendimento somente para os candidatos com nota igual ou superior a 5,0 (cinco).

IV.  DA ELIMINAÇÃO 

Art. 22 O candidato será eliminado caso:

  1. Ingresse na sala de videoconferência após o horário estabelecido.
  2. Não apresente, quando solicitado, documento de identificação com foto.
  3. Seja surpreendido em comunicação com outro candidato, verbalmente, por escrito ou por qualquer outra forma, realizando consulta a outros materiais impressos ou digitais não autorizados pela Equipe Aplicadora.
  4. Comporte-se de qualquer forma fraudulenta para responder às questões.
  5. Não disponha de visibilidade de imagem de rosto e ombros devido à pouca iluminação ou posição da câmera.
  6. Saia da sala virtual ou minimize a janela do navegador em que esteja o exame POR MAIS DE UMA VEZ. Neste caso, o sistema encerrará o exame automaticamente.
  7. Ausente-se da frente do computador sem a devida autorização por parte da Equipe de Aplicação do exame.

V. CRONOGRAMA

INSCRIÇÕES PARA TODAS AS LÍNGUAS19 a 23 de julho de 2021
EXAMES DE LEITURADATA
LÍNGUA ESPANHOLA 07 de agosto de 2021
LÍNGUA INGLESA14 de agosto de 2021
LÍNGUA PORTUGUESA COMO LÍNGUA ADICIONAL21 de agosto de 2021

VI. RESULTADOS

Art. 23 O resultado dos exames de leitura será encaminhado por e-mail aos candidatos.

VIIDISPOSIÇÕES FINAIS

Art. 24 A inscrição do candidato, neste edital, implica na anuência às regras do certame.

Art. 25 Dúvidas sobre o processo de inscrição e/ou sobre a realização dos exames podem ser enviadas para o email: centroidiomas@ufac.br

Art. 26 Os casos omissos, neste edital, serão decididos pela Coordenação do Centro de Idiomas da Ufac. 

Rio Branco – Acre, 14 de julho de 2021.

Mais informações: https://idiomasufac.com/

A Escola Asheninka Samuel Piyãko

Nesta quinta-feira (22) a partir das 15h (AC) e 17h (BSB), os pesquisadores do laboratório, prof. Jhon Hilder Perez e prof. Komayari Asheninka vão apresentar “A Escola Asheninka Samuel Piyãko”. Todos estão convidados!

▶️ Sala de transmissão: https://us02web.zoom.us/j/86545551908?pwd=NG9Ud3krRExpaGowekxpYk9pdWxTZz09

Professor do Programa de Pós-graduação em Letras lança livro sobre Micro-história e Jornalismo

O professor do Programa de Pós-graduação em Letras: Linguagem e Identidade (PPGLI) e do curso de Jornalismo da Ufac, Francisco Aquinei Timóteo Queirós, lançou, recentemente, o livro “Micro-história italiana e Jornalismo em O olho da rua, de Eliane Brum” (322 p., editora Insular). O livro conta com prefácio da professora Beatriz  Marocco (Unisinos) e posfácio da pesquisadora, Maíra Vendrame (Unisinos).

A obra está dividida em cinco capítulos e busca refletir sobre os sujeitos subalternos na narrativa jornalística de “O olho da rua”, coletânea de reportagens da repórter gaúcha, Eliane Brum. Queirós explica que a pesquisa dialoga com os pressupostos teórico-metodológicos da micro-história italiana ao se aproximar dos estudos de Carlo Ginzburg e Giovanni Levi.

No livro, Francisco Aquinei Timóteo Queirós pontua a necessidade de se investigar os contextos sociais, históricos e jornalísticos a partir do acesso aos estratos da cultura popular, como forma de articular um conjunto de narrativas contra-hegemônicas e de reflexão sobre a prática jornalística.

“A prática de Eliane Brum se afasta das atividades profissionais hegemônicas, das sintaxes objetivadas e das gramáticas generalizantes do jornalismo tradicional, definindo um percurso que eu compreendo como micro-jornalístico. Brum não fica aprisionada a temas e a fontes oficiais. Seu movimento analítico é marcado pelo processo de desentranhamento dos discursos e personagens, abrindo-se para um jornalismo problematizador, em que estejam comungadas diversificadas histórias, sujeitos, costumes e realidades”, explica Queirós.

O livro pode ser adquirido pelo site da Editora Insular: https://bit.ly/2US2ExY

A curadoria de sentidos em (multi/trans)letramentos digitais na ‘(trans)formação’ docente

Focus: Linguagem em debate: Palestra com a doutoranda Aline Kieling Juliano Honorato Santos (PPGLI/Ufac) Título: A curadoria de sentidos em (multi/trans)letramentos digitais na ‘(trans)formação’ docente 26/07/21, às 16h30min (Horário de Rio Branco – AC) Inscrições até 25/07/21 pelo link https://forms.gle/2FN8FH9YET58ZQxA6

Programa de Formação Inicial e Continuada para Professores de Língua Inglesa

Sobre o percurso histórico da Linguística Aplicada (LA): entre a perspectiva aplicacionista e a transdisciplinar/indisciplinar

Focus: Linguagem em debate: Palestra com o doutorando Airton Santos de Souza Junior (PPGLI/Ufac) Título: Sobre o percurso histórico da Linguística Aplicada (LA): entre a perspectiva aplicacionista e a transdisciplinar/indisciplinar 19/07/21, às 16h30min (Horário de Rio Branco – AC)

Programa de Formação Inicial e Continuada para Professores de Língua Inglesa

Muiraquitã: Revista de Letras e Humanidades – v.9 n. 1

ARTIGOS

ENSAIOS