Comissão de Autoavaliação: Gerson Rodrigues de Albuquerque, presidente; Membros: Maria de Jesus Morais, Shelton Lima de Souza e Gabriela Maria de Oliveira Codinhoto; Discentes: Raquel Alves Ishii e Danilo Rodrigues do Nascimento; Representante da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação: Lisandro Juno Soares Vieira; Egressa: Vanessa Nogueira de Oliveira; Representante da Associação Manxinerune Tshipukte Hajene: Soleane de Souza Brasil Manchineri.

Comissão de Autoavaliação

Os trabalhos dessa comissão, que elabora os primeiros instrumentos para o levantamento de dados, a serem aplicados no primeiro semestre de 2021, têm como referência a preocupação em assegurar critérios capazes de avaliar todo o funcionamento do PPGLI, como forma de ajudar na definição e/ou redefinição de metas e ações que consubstanciem as atividades do Programa para a avaliação quadrienal 2021-2024, sem perder de vista o planejamento inicial do Colegiado para esse início de quadriênio.

Eixos da autoavaliação

Eixo 1 – A estrutura física para o ensino e a pesquisa, o mobiliário e equipamentos das salas para coordenação, secretaria, grupos de pesquisa, laboratórios, biblioteca e salas para docentes e discentes.
Eixo 2 – A proposta político-pedagógica do programa, missão, objetivos, aderência entre área de concentração, linhas de pesquisa, projetos de pesquisa e toda a estrutura curricular referentes aos cursos de mestrado e doutorado.
Eixo 3 – Atualidade da bibliografia, coerência nas ementas e impacto das disciplinas obrigatórias e eletivas para a formação de mestrandos e doutorandos.
Eixo 4 – Regência de sala, recursos didáticos, cumprimento de prazos e horários, processos avaliativos e qualidade na ministração dos conteúdos programáticos das aulas no programa.
Eixo 5 – Relação orientandos-orientadores (acesso, disponibilidade de tempo, indicações e orientações teóricas, cumprimento de prazos na entrega e/ou devolutiva de textos e atividades, produção técnica e bibliográfica em conjunto).
Eixo 6 – Prazos para conclusão e defesa e qualidade de dissertações e teses.
Eixo 7 – Produtos técnicos, bibliográficos e produção de materiais didáticos a partir das pesquisas e estudos concluídos no Programa.
Eixo 8 – A gestão administrativa e didática do Programa: Coordenação, Secretaria, Colegiado, representação nos conselhos superiores.
Eixo 9 – O processo seletivo e outras formas de ingresso e permanência de discentes regulares no Programa (vinculação e aderência dos projetos de mestrandos e doutorandos com a área de concentração e linhas de pesquisa do Programa e com os projetos de pesquisa de seus orientadores).
Eixo 10 – A política de intercâmbio e mobilidade docente e discente em instituições nacionais e internacionais (estágios, missões de estudo, visitas técnicas, participação em bancas e eventos, oferta de disciplinas, oficinas e cursos)
Eixo 11 – A política de bolsas do Programa e a captação e distribuição de recursos para pesquisa.
Eixo 12 – A vinculação dos docentes permanentes com o ensino de graduação e a educação básica (assessorias, produção de materiais didáticos, orientação de IC, TCC, monitoria, PIBID, PIBEX, PIVIC).
Eixo 13 – Políticas de cotas e outros processos de inclusão social no Programa.
Eixo 14 – Políticas de acolhimento de docentes e discentes de PPGs nacionais e internacionais em estágios e missões de estudo no Programa.
Eixo 15 – A relação do PPGLI com outros PPGs da Área de Linguística e Literatura da região Norte e de outras regiões do país (disciplinas compartilhadas, composição de bancas, grupos e redes de pesquisa, publicações e realização de eventos em conjunto).
Eixo 16 – Os protocolos, convênios e termos de acordos bilaterais e multilaterais da UFAC com outras instituições nacionais e internacionais, com a participação do PPGLI.
Eixo 17 – As parcerias com entidades e associações dos movimentos indígenas para a promoção de ações com foco na formação de professores indígenas e projetos de pesquisas em torno das línguas e literaturas indígenas amazônicas e pan-amazônicas.
Eixo 18 – A política de capacitação dos docentes permanentes.
Eixo 19 – A participação dos docentes permanentes em comissões do Programa, em conselhos editoriais ou pareceristas ad hoc em periódicos e agências de fomento, em conselhos científicos de eventos e associações da área, em atividades de extensão, colegiados e conselhos.