Live Abralin – O “novo normal” da linguagem, da economia e do conflito racial

O que temas como correção política da linguagem, renda básica universal e protestos pelo fim da polícia têm em comum? Ou temas como agressão a ministros do STF, aumento exponencial da desigualdade econômica e crescimento da violência policial? A resposta não é simples e unidimensional, mas todos esses temas se tornaram “o novo normal” no mundo pandêmico em que vivemos, onde polarizações, ansiedades e cooperações se dão paralelamente a processos de estabilização-em-mudança da linguagem. A partir de uma compreensão da linguagem como sistema complexo e não-linear, orientada por uma perspectiva pragmática, político-econômica e raciolinguística do conhecimento, pretendo nesta conversa discutir essas correlações entre tropos linguísticos emergentes, novas ideias econômicas e antigos conflitos raciais. A proposta é de a conversa acontecer no melhor estilo inspirado por Kanavillil Rajagopalan – isto é, uma tribuna livre, com bom humor, respeito à diferença e rigor intelectual. Espera-se um espaço convergente para diferentes interesses de pesquisa e orientações teóricas, nos estudos da linguagem e além deles.

Dissertação defendida no PPGLI analisa identidade em enunciados de “seringueiros(as) acreanos(nas)”

Ocorreu na tarde de ontem, 16, a defesa pública de dissertação do mestrando Airton Santos de Souza Junior intitulada “Construções identitárias em enunciados de “seringueiros(as) acreanos(as)””.

Participaram da Banca Examinadora a Profa. Dra. Paula Tatiana da Silva Antunes – Orientadora (Ufac), a Profa. Dra. Juciane dos Santos Cavalheiro – Examinadora Interna (UEA) e a Profa. Dra. Grassinete Carioca Albuquerque de Oliveira – Examinadora Externa (Ufac).

A defesa ocorreu por meio de teleconferência tendo em vista a pandemia de Covid-19. A gravação completa da sessão está disponível do Canal do Youtube do CEPRODOC.