Dissertação defendida no PPGLI analisa discursivamente as avaliações de Língua Portuguesa do PROA – Programa de Avaliação da Aprendizagem

Ocorreu na manhã de hoje, 26, a defesa pública da dissertação da mestranda Kathyene de Paula Fernandes intitulada ” Análise Dialógica do Discurso e as Avaliações de Língua Portuguesa do PROA – Programa de Avaliação da Aprendizagem, Rio Branco – Acre”.

A banca examinadora foi composta pela Prof. Dra. Paula Tatiana da Silva Antunes (UFAC), orientadora, pela Prof. Dra. Regina Helena Pires de Brito (Universidade Mackenzie) – Examinadora Externa e pela Prof. Dra. Elizabeth Miranda de Lima (UFAC) – Examinadora Interna.

A defesa ocorreu através de transmissão on-line por meio do Canal Ceprodoc no Youtube e contou com o apoio do Núcleo de Apoio à Inclusão da Ufac com a presença dos Tradutores e Intérpretes de Linguagem de Sinais Fernando Silva de Oliveira, Sônia Maria da Costa e Lynconl Quiroga.

Interculturalidade no ensino de espanhol é tema de dissertação defendida no PPGLI

Ocorreu na manhã de ontem, 25, a defesa pública de dissertação da mestranda Neurivania Menezes Castelo Branco, intitulada “Interculturalidade e Ensino de Espanhol: análise de videoaulas utilizadas no contexto da pandemia da Covid-19, em Rio Branco – Acre.”

Participaram da banca examinadora a Prof. Dra. Paula Tatiana da Silva Antunes (UFAC), orientadora, o Prof. Dr. Rosivaldo Gomes (Unifap) – Examinador Externo e o Prof. Dr. Shelton Lima de Souza (UFAC) – Examinador Interno.

A defesa ocorreu através de transmissão on-line por meio do Canal Ceprodoc no Youtube e contou com o apoio do Núcleo de Apoio à Inclusão da Ufac com a presença dos Tradutores e Intérpretes de Linguagem de Sinais Fernando Silva de Oliveira, Maria Aparecida Lumbo Leal e Alexandre Arilson da Silva Lima.

Dossiê 50 anos das Letras na UFAC

Dossiê 50 anos das Letras na UFAC uma apresentação

Aline Suelen Santos, Camila Bylaardt Volker, Claudia Vanessa Bergamini

Letramentos em perspectiva históricado império da escrita aos sonhos do pós-pandemia

Manoel Luiz Gonçalves Corrêa

Mudanças e perspectivas sobre leitura nos 50 anos do curso de Letras da UFAC

Ceildes da Silva Pereira

Práticas da letra, universidade e povos indígenasensaio de um laboratório de interculturalidade

Maria Ines de Almeida

A Área de Letras, o projeto de sociedade e a formação humana necessária à nossa realidade

Maria Amélia Dalvi

Vocabulário Karipuna – Panoesboço de tabela fonética a partir de dados de Martius (1863) e Faria (1927)

Selmo Azevedo Apontes, Joaquim Paulo Mana Kaxinawá

Cobra Norato, o ser encantadotradição oral e performance na encantaria amazônica

Sandra Mara Souza de Oliveira Silva, Ana Cláudia de Souza Garcia, Lucas Vargas Machado da Costa

Somos os novos construtores da torre de Babel? Uma entrevista com o professor Rildo Cosson

Camila Bylaardt Volker, Aline Suelen Santos

Mon français et mes élèves à l’Acreentrevista com o professor Dagoberto Souza

Dennys Silva-Reis

L’Acre dans mon coeur et mes écritsentrevista com o professor Joaquim Caixeta

Dennys Silva-Reis

Entrevista com a Professora Lindinalva Messias do Nascimento Chaves

Gerson Rodrigues de Albuquerque

Dissertação defendida no PPGLI analisa representações sobre mulheres negras em jornais locais

Ocorreu na manhã de hoje, 06, a defesa pública da dissertação da mestranda Jaine Araújo da Silva, sob a orientação da Professora Dra. Francielle Maria Modesto Mendes.

Com o título “Aquela Preta Era Eu”: Representações sobre mulheres negras em matérias dos sites ContilNet Notícias e G1 Acre, a mestranda teve como objetivo de sua pesquisa “verificar como o jornalismo aborda questões de raça e gênero em textos sobre mulheres negras no Acre.”

A defesa aconteceu de forma on-line com transmissão pelo Canal do Ceprodoc. A Banca Examinadora foi composta pela Prof. Dra. Francielle Maria Modesto Mendes (UFAC) – Presidenta, pela Prof. Dra. Leslie Leslie Sedrez Chaves (UFSC) – Examinadora Externa, pela Prof. Dra. Lucieneida Dováo Praun (UFAC) – Examinadora Interna e pela Prof. Dra. Maria de Jesus Morais (UFAC) – Suplente.

A transmissão contou com o apoio do Núcleo de Apoio à Inclusão – NAI-Ufac, com a disponibilização dos profissionais Victor Nazário e Adryenne Araújo na Tradução e Interpretação da Língua Brasileira de Sinais.