Mestrado em Letras publica nova edição de revista eletrônica

O Programa de Pós-Graduação em Letras: Linguagem e Identidade (PPGLI), da Universidade Federal do Acre (Ufac), acaba de publicar a quarta edição eletrônica de “Muiraquitã: Revista de Letras e Humanidades”. O periódico tem publicação semestral e edição da Ufac, através do PPGLI.

Conforme explica o coordenador do PPGLI, Gerson Albuquerque, a revista acadêmica foi criada em 2004, com uma única edição no formato impresso. “Quase dez anos após o lançamento desse primeiro número, retomamos a linha editorial da ‘Muiraquitã’ e lançamos o volume 2, número 1, em 2013, também impresso, acatando sugestões da Capes [Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior]”, conta o coordenador.

Albuquerque informa que a revista foi transformada em um periódico eletrônico em 2015. “Na ocasião, lançamos o volume 3 com os números 1 e 2. No ano que acaba de se encerrar, 2016, lançamos o volume 4, também com os números 1 e 2.”

Com caráter científico e dedicada, preferencialmente, à publicação de textos inéditos multidisciplinares nas áreas de linguística, letras e artes, ciências humanas e ciências sociais, a “Muiraquitã” é uma revista sem fins lucrativos que tem como objetivo promover o intercâmbio, a circulação e a difusão de estudos e pesquisas nas áreas de interesse.

Produzida na Amazônia, a “Muiraquitã” tem como um dos focos principais mobilizar e envolver pesquisadores, professores e estudantes de graduação e pós-graduação de universidades dessa macrorregião, bem como manter relações com as experiências de professores da educação básica e de movimentos sociais das florestas e cidades amazônico-andinas. O periódico está dividido em seções, que incluem artigos, ensaios, resenhas e entrevistas e estão disponibilizadas, gratuitamente, na internet.

Na “Muiraquitã” podem ser publicadas contribuições livres ou vinculadas a dossiês temáticos organizados por profissionais do PPGLI da Ufac e de outras instituições ou programas de pós-graduação. Os textos devem ter entre 15 e 30 laudas quando artigos; máximo de 15 laudas em caso de entrevistas; de dez a 20 laudas para ensaios e até dez laudas se forem resenhas. As contribuições são recebidas em fluxo contínuo, mas semestralmente também são realizadas chamadas oficiais. A próxima publicação está agendada para julho.

Capa Muiraquitã v.jpg

Fonte: Ascom/UFAC

%d blogueiros gostam disto: