Escritora acreana lança livro sobre trabalhadores rurais do Alto Acre e seus deslocamentos entre Brasil e Bolívia

livro-kelen-gleysseA acreana Kelen Gleysse Maia lançará seu segundo livro intitulado Nas fronteiras da “terra prometida”: trajetórias de trabalhadores rurais do Alto Acre, no dia 10 de novembro as 19h30 no Simpósio Linguagens e Identidades que acontece na Ufac.

O livro, editado pela EDITORA IFAC, é uma adaptação de sua dissertação de conclusão do Mestrado em Letras da Universidade Federal do Acre. É financiado pela Lei de Incentivo à Cultura do município de Rio Branco, e conta com o patrocínio da Uninorte, o Apoio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre – IFAC, e também com o apoio do SESC/Acre.

No texto, a autora traz algumas discussões sobre linguagem e identidade, além de outros conceitos abordados pelos Estudos Culturais. Entender como são construídas as identidades de homens e mulheres em meio às trajetórias vividas na fronteira entre Brasil e Bolívia é um desafio inesgotável, por isso fez um recorte no tempo, analisando esse processo entre os anos de 2002 a 2006. “Nesse espaço de deslocamento, eu observei sujeitos diversos chamados de “brasivianos” e “biscateiros”. Mas quem são eles? Como e onde surgiu o discurso que afirmam essas expressões? Diante dessas e de outras questões, discuto os conceitos de identidades, fronteira, nação e pátria, e abordo alguns dos problemas enfrentados por esses sujeitos em trânsito. Nesse percurso múltiplo, descobri não somente acerca do outro em sua pluralidade, mas sobre eu mesma”, enfatiza Kelen.

%d blogueiros gostam disto: