Começa nesta segunda-feira o Simpósio Linguagens e Identidades

convite

Com o objetivo de possibilitar reflexões sobre as construções identitárias amazônicas e pan-amazônicas, a partir dos processos de colonização e seus movimentos decoloniais na região, inicia nesta segunda-feira, 7, o 10º Simpósio Linguagens e Identidades da/na Amazônia Sul-Ocidental. O evento será realizado na Universidade Federal do Acre (Ufac), campus de Rio Branco, de 7 a 11 de novembro. A abertura será às 8h no hall do auditório da Pós-Graduação.

Esta edição tem como tema Trânsitos pós-coloniais e decolonialidade de saberes e sentidos. “Este ano estamos completando um ciclo pensado lá no primeiro simpósio, que era fazer 10 edições dentro da Ufac, para depois traçar novos rumos e desafios, tornar o congresso itinerante, e expandir o evento para outras universidades brasileiras” explica Carlos André de Melo, do comitê científico organizador.

Melo comenta ainda que o simpósio busca aproximar a sociedade da Universidade e criar espaços onde as pesquisas acadêmicas sejam difundidas. “É um evento que busca possibilitar aos pesquisadores completar o ciclo do que se entende como extensão universitária, a realização de pesquisas, a apresentação de seus resultados e, sua publicação e disponibilização pública da maneira mais ampla possível”, destaca.

Programação

Ainda de acordo com a comissão, o simpósio reúne uma programação extensa, com atividades nos três turnos, todos os dias, que vão de sessões temáticas, a apresentações de trabalhos. Só de artigos são aproximadamente 500. Sendo 321 Comunicações Orais em Grupos de Trabalho e 155 comunicações orais em Sessões de Comunicações Livres. Como parte da programação oficial, a Profa. Karylleila dos Santos Andrade, Doutora em Linguística pela Universidade de São Paulo, com experiência no ensino do Léxico e em Onomástica/Toponímia, integrará a primeira Sessão Temática do evento intitulada “Trânsitos e circularidades de significantes e sentidos nas Amazônias e Américas: a nomeação como ato de colonialidade”.

Minicursos e Oficinas

Além disso, minicursos e oficinas com diferentes temáticas serão ofertadas gratuitamente. Antonieta Heyden Megale (Unicamp), que tem atuação em educação bilíngue, ensino aprendizagem de língua estrangeira, identidades e multiculturalismo, e Fernanda Coelho Liberali, professora do Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada da PUC-SP, serão ministrantes no simpósio no Minicurso “Linguagem e educação em contextos de superdiversidade”. Ainda, a literatura francófona, memória, história oral, gramática em libras, música no universo indígena, metodologia toponímica, gramática sistêmico-funcional, dentre outros, são temas que estarão presentes nos 14 minicursos e 7 oficinas do evento.

Inscrições

O evento é aberto ao público. Para participar é necessário fazer a inscrição presencialmente no dia 7, de manhã ou à tarde, no Hall do Bloco da Pós-Graduação da Ufac.

O Simpósio Linguagens e Identidades tem se consolidado como um dos espaços mais importantes de discussões, debates e divulgação de pesquisas realizadas na região amazônica. Criado no ano de 2007, já faz parte do calendário da Universidade Federal do Acre e sua abrangência internacional tem possibilitado encontros com pesquisadores de distintas instituições.

Um simpósio com status de congresso, articulando intelectuais e ativistas de movimentos sociais de diferentes localidades e nacionalidades, ora abrigando outros eventos como o Colóquio Internacional as Amazônias, as Áfricas e as Áfricas na Pan-Amazônia, ora desdobrando-se em seminários acadêmicos ou pautando o aparecimento e organização de outros eventos na IFES.

O evento é uma realização da Ufac, por meio do Programa de Pós-Graduação em Letras: Linguagens e Identidades.

 

%d blogueiros gostam disto: