Ufac inicia simpósio que integra curso de mestrado em Letras

Com o tema ‘Artes, Silêncios e Silenciamentos’, encontros acadêmicos ocorrem até sexta-feira, 7
Ufac inicia simpósio que integra curso de mestrado em Letras

Sessão de pôsteres, conferências, minicursos, oficinas, grupos de trabalho, comunicações livres, performances e shows são atividades realizadas durante o 8º Simpósio Linguagens e Identidades da/na Amazônia Sul-Ocidental e o 7º Colóquio Internacional “As Amazônias, as Áfricas e as Áfricas na Pan-Amazônia”, eventos que integram o programa de mestrado em Letras: Linguagem e Identidade da Universidade Federal do Acre (Ufac).

Os encontros científicos ocorrem no campus de Rio Branco até a próxima sexta-feira, 7, com o tema-convite “Artes, Silêncios e Silenciamentos”. A abertura ocorreu na noite dessa segunda-feira, 3, no anfiteatro Garibaldi Brasil. O coordenador do Programa de Pós-Graduação em Letras, Gerson Albuquerque, ressaltou o crescimento do simpósio, já que se encontra em sua oitava edição.

“No início, em 2007, a ideia era reunir os alunos do mestrado para que cada um apresentasse suas pesquisas”, relembrou. “Com a abertura da sessão de comunicações para outros Estados, o simpósio acabou virando um acontecimento na Ufac, como espaço de reflexão e debate, além de ser um evento político, ao se pretender sua articulação com movimentos sociais.”

Segundo a coordenadora do Centro de Educação, Letras e Artes (Cela), Grace Gotelip, o evento tem se consolidado a cada ano e representa muito bem a pós-graduação. “No simpósio há uma riqueza de trabalhos, pesquisas de peso de professores desta instituição e de outras”, disse. “As salas de aula estão recheadas dessas discussões.”

Ufac inicia simpósio que integra curso de mestrado em Letras

O pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Josimar Batista, representando o reitor Minoru Kinpara na solenidade de abertura, destacou a dimensão que ganhou o simpósio. “Possui um caráter muito importante, com a participação de diferentes Estados e a inserção de nossos colegas da fronteira”, comentou. “As parcerias têm provocado mudanças e novos horizontes de pesquisa; a interlocução com outras instituições enriquece muito a difusão do conhecimento.”

Também integraram a mesa de honra da solenidade de abertura o pró-reitor de Extensão e Cultura, Enock Pessoa, e o superintendente local do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Deyvesson Gusmão.

Conferência

Na noite de abertura do 8º simpósio e 7º colóquio, foi ministrada a conferência “Los cuerpos del aire, ensayos interculturales em torno a cuatro danzas decoloniales”, por Guillermo Mariaca Iturri, professor do curso de Literatura da Universidad Mayor de San Andrés (Umsa), de La Paz (Bolívia). Ele possui doutorado em Estudos Culturais-Interculturalidade pela University of Pittsburgh (EUA), além de ter escrito, entre outros, os livros: “Los Refugios de la Utopía: Apuntes teóricos para uma Política Inter-Cultural” (1999) e “El Poder de la Palabra” (1993).

Ufac inicia simpósio que integra curso de mestrado em Letras

Confira mais informações sobre o simpósio e acesse sua programação no site www.simposioufac.com.

Fonte: ASCOM/UFAC

Postado em: 4/11/2014

%d blogueiros gostam disto: