Ufac realiza encontro de estudos linguísticos e literários

Publicado: 02/10/2017 22h43 Última modificação: 02/10/2017 22h43

A Universidade Federal do Acre (Ufac), por meio do mestrado em Letras: Linguagem e Identidade, realizou na tarde desta segunda-feira, 2, a abertura do 1º Encontro do Grupo de Estudos Linguísticos e Literários da Região Norte (Gellnorte).

Com o tema “Linguagens, Fronteiras e Interculturalidade: Os Desafios para os Estudos Linguísticos e Literários na Pan-Amazônia dos Tempos Presentes”, o encontro visa reunir pesquisadores e pesquisas na área de letras e linguística no âmbito de programas de pós-graduação. O evento ocorre até esta sexta-feira, 6, com atividades no Bloco dos Mestrados, e conta com a participação de pesquisadores de toda a região.

O pró-reitor de Pesquisa de Pós-Graduação, Josimar Batista, representou o reitor da Ufac, Minoru Kinpara, na solenidade de abertura do encontro. Batista ressaltou a importância de reunir os pesquisadores e programas para fazer discussões sobre a pós-graduação na área.

“Todos os programas da região Norte estão representados hoje nesse evento. É preciso olhar para nós mesmos, para as demandas de pesquisas que temos aqui, como na área de linguística indígena; temos aqui grandes oportunidades”, afirmou. “Esse evento cria um grupo na região Norte que pode discutir e fortalecer, principalmente, a pós-graduação na região.”

Nesse primeiro encontro, a perspectiva é de aprovar, em assembleia geral, a fundação da associação chamada Grupo de Estudos Linguísticos e Literários, aprovar o estatuto, eleger a primeira diretoria e definir o local do próximo encontro, que será bianual.

Para o coordenador-geral do encontro, professor Gerson Albuquerque, a ideia é congregar os programas de pós-graduação para produzir projetos, propostas de trabalho em conjunto para fortalecer a pós-graduação na área, em nível regional.

“Pensamos [em fortalecer os programas] tanto no norte do Brasil, na Amazônia brasileira, mas também pensando a Pan-Amazônia, que é a fronteira com Peru, Bolívia e Venezuela, essa grande fronteira que vai até o Suriname”, disse. “Um dos pontos-chave para consolidar a pós-graduação é pensar a internacionalização. Para nós, é óbvio que a tendência seja internacionalizar com a fronteira latino-americana.”

Compondo a mesa na solenidade de abertura do encontro, estava o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Josimar Batista; o coordenador-geral do encontro, Gerson Albuquerque; o coordenador do mestrado em Letras da Ufac, Francisco Bento da Silva; o coordenador da área de linguística e literatura da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Dermeval da Hora Oliveira; e a presidente do Gellnorte, Juciane Cavalheiros.

A programação do encontro está disponível no endereço posletrasufac.com/i-gellnorte/. O evento é financiado pela Capes e realizado pelo programa de pós-graduação em Letras: Linguagem e Identidade, da Ufac.

Confira a galeria de fotos

ASCOM/UFAC

%d blogueiros gostam disto: